05 abril 2013

Como Maria Madalena, peçamos a graça das lágrimas para ver o Ressuscitado

O Pontífice celebrou a santa missa na manhã desta terça-feira na Casa Santa Marta, no Vaticano, da qual participaram alguns membros da Gendarmaria vaticana. Em sua breve homilia comentou o Evangelho da liturgia desta Terça-feira da Oitava de Páscoa, que nos fala do encontro de Cristo ressuscitado com Maria Madalena.

A cena narrada pelo Evangelho segundo João nos traz Maria Madalena que chora diante do sepulcro porque o corpo do Mestre não está mais ali. Maria Madalena – observa o Papa – é aquela "mulher pecadora" que "ungiu os pés de Jesus e os enxugou com seus cabelos", uma "mulher explorada e também desprezada por aqueles que se consideravam justos".

Mas é aquela mulher "da qual Jesus disse que amou muito e por isso os seus muitos pecados lhe foram perdoados". Todavia – explicou o Papa Francisco –, essa mulher teve que "enfrentar o fracasso de todas as suas esperanças". Jesus, "o seu amor já não mais existe. E chora. É o momento da escuridão na sua alma: o momento do fracasso".

No entanto – observou o Papa –, não diz: "Fracassei nesta estrada", "simplesmente, chora". "Por vezes, em nossa vida – prosseguiu –, os óculos para ver Jesus são as lágrimas".

Agora, Maria Madalena anuncia esta mensagem: "Vi o Senhor". Ela o havia visto durante a sua vida e agora dá testemunho d'Ele.É "um exemplo para o caminho da nossa vida", afirmou Francisco, que acrescentou: "Todos nós, em nossa vida, sentimos a alegria, a tristeza, a dor", mas "nos momentos mais sombrios, choramos? Tivemos aquela bondade das lágrimas que preparam os olhos para olhar, para ver o Senhor?"

Diante de Maria Madalena que chora – disse ainda o Santo Padre – "podemos também nós pedir ao Senhor a graça das lágrimas. É uma bela graça... chorar por tudo: pelo bem, por nossos pecados, pelas graças, pela alegria também".

"O choro prepara-nos para ver Jesus. E o Senhor – concluiu o Papa – nos conceda a graça, a todos nós, de poder dizer com a nossa vida: "Vi o Senhor", não porque me apareceu, mas porque "o vi dentro do coração". E esse é o testemunho da nossa vida: "Vivo assim porque vi o Senhor".

Fonte:
http://www.comshalom.org/noticias/exibir_especial_papa.php?not_id=7659
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário