02 setembro 2013

Palavra de Deus: Fonte de todo discernimento

Sem uma vida de intimidade com as Sagradas Escrituras, não se alcança a compreensão do que o Senhor quer dar como direção para nossas vidas.

Neste mês celebramos e meditamos o período que a Igreja reserva às Sagradas Escrituras. A Palavra de Deus é um dos instrumentos concretos que temos para nos unir ainda mais ao mistério da vida divina. São Paulo, quando escreve para Timóteo, diz: “Toda Escritura é inspirada por Deus e é útil para ensinar, para argumentar, para corrigir e educar conforme a justiça” (2 Tm. 3, 16).

Esse é um tempo muito rico para reforçarmos a nossa intimidade com Deus, através de sua Palavra. O Senhor nos diz: “Quem ouve as minhas palavras e as põe em prática, é como um homem prudente, que construiu sua casa sobre a rocha” (Mt. 7, 24).

Dessa forma, construamos a nossa casa na rocha firme que é o próprio Deus manifestado em sua Palavra.
Nosso caminho de formação deve estar também diretamente ligado ao contato que temos com as Sagradas Escrituras. Sem uma vida de intimidade com Deus, não se alcança a compreensão do que o Senhor quer dar como direção, dentro do caminho dos discernimentos que vivemos em toda a nossa vida. Dessa forma, faz-se necessário que, todos os dias, fundamentemos nosso coração e nossa mente na Palavra de Deus.

Que neste mês da Palavra, o Senhor nos conceda a graça de uma forte experiência de fé. Nunca esqueça que Deus sempre deseja nos encontrar e responder a todas as nossas perguntas, por meio da Bíblia Sagrada.

Por Raphael Moura

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário